Duas Coisas

Deixe um comentário

Bom gente, hoje meu post vai ser um pouco diferente.

Primeiro tem um vídeo que eu gostaria de saber a opinião de vo6 que visitam o nosso blog.

http://www.youtube.com/user/canalparafernalha#p/a/u/0/mV3IR94zXac

o vídeo é de um senhor falando acerca das feministas. As opiniões de vo6 pautarão meu post da semana que vem.

A segunda coisa é sobre algo que acontecerá hoje… as 15 hs, na praça do ferreira.

Hoje, 28/09 é o dia Latino-americano de Luta para Legalização do Aborto, o Fórum Cearense de Mulheres (FCM), Articulação de Mulheres Brasileiras (AMB), a Central de Movimentos Populares (CMP) e outros grupos e coletivos de mulheres realizam um ato público na Praça do Ferreira, no Centro de Fortaleza. A batucada Tambores de Safo (que eu faço parte) se fará presente.

Bom, eu não poderei acompanhar o ato por conta por alguns problemas que venho passando, nada mt sério.

Ah, em um outro post posso falar um pouco sobre a questão do aborto.

Ellen Souza

Anúncios

Que o seu desejo não me defina…

1 Comentário

Bom, pensei bem se deveria postar isso, mas creio que é algo que merece ser pautado.

Ontem acordei com uma preguiça imensa, e como acontece quando acordo dessa forma, coloquei um vestido (que dá menos trabalho) e saí. No geral, quase nunca uso vestido, só em dias de extrema preguiça… Sempre saio com uma bermuda, camiseta e piercing combinando, as vezes uma faixa no cabelo. Bem na linha “bulacha” mesmo.

Bem, tava eu lá com o tal vestido, peguei o ônibus e coincidentemente ou não, senta ao meu lado o cara que estava fazendo as caipirinhas na festa que eu fui esse fim de semana… o tal cara começa a conversar comigo aí ele solta a frase que eu vou lembrar pro resto da minha vida: Naquele show só se salvavam vocês (eu e uma amiga) o resto era tudo veado e sapatão… LOOOOOOUCA QUERIDA A SENHORA!!! e ele tava se jogando lindo pra mim. Aí eu pensei, “a ellen, besteira… ele tá te tirando”.

Então fui pra minha aula e quando subo no ônibus novamente… eis que me surge um cara belíssimo, o “numero” de um montão de amigas minhas, senta ao meu lado com várias cadeiras vagas no ônibus e me oferece uma programação do BNB  e puxando assunto.

Ahn??? Alôu… desculpa… gosto não… MEDO.

Achei isso muito engraçado, não que eu não seja bonita a ponto de despertar a atenção dos homens (acreditem eu sou, bonita e narcisista também), mas como uma roupa pode interferir na forma como vc é vista. Isso me relembrou um evento ocorrido na minha adolescencia, eu me vestia com umas calças largadas, blusas babylook… allstar e um dia fui convidada pra receber uma premiação de poesia no Náutico. A preocupação de todos era a forma como eu ia aparecer, e eu apareci lindamente num longo, salto e maqueada.  todo mundo ficou passaaado. Os menininhos da escola, todos me desejavam.

Enfim, o que eu quero dizer com isso tudo é que me incomoda saber que sou definida a partir do desejo que desperto no outro. isso me inquieta, me faz pirar. Meu amigo, o fato de eu ser lésbica, não me faz perder minha feminilidade e se eu ando de vestido na rua e você tem tesão… baby o problema é seu, isso não quer dizer que você vai me ter. Desculpa, tá.

“O que eu desejo é que o seu desejo não me defina”. Ellen Oléria (Antiga Poesia)

Ellen Souza

Quem conta a história???

3 Comentários

“Existe um princípio bom que gerou a ordem, a luz e o homem;
há um princípio mau que gerou o caos, as trevas e a mulher”
Pitágoras
O que acontece? Estava eu me questionando acerca disto. Desde a antiguidade as mulheres são consideradas inferiores aos homens… somos consideradas o parasita do cocô do cavalo do ladrão…
Quem foi responsável pela liberação de todos os males na terra? Pandora!
Quem seduziu Adão o fez comer do tal do fruto proibido? Eva!
Para alguns autores da idade média, é desperdício que mulheres estejam nas escolas…
Acontece, que só vemos este tipo de pensamento, é isso que é estudado… porque? porque? porque???
Alguém chuta?
É simples, a história foi escrita pelo homem, sempre lemos a história contada do ponto de vista do opressor, nunca do oprimido…
existiram pensadoras na antiguidade, várias, muitas… Safo de Lesbos, Diotima, Hipatia, Hiparquia… mas num sou eu que tou dizendo não. Pesquisa aí no wikipedia, no google.
Nós também fazemos história, nós também pensamos, nós também construimos o saber…
Então meu amigo, não me venha com essa que lugar de mulher é na cozinha, que mulher é burra, porque certamente você (como o Pitágoras) já teve uma professora que te ensinou alguma coisa importante, vc só esqueceu disso.

Reproduzindo papeis

Deixe um comentário

Se pensarmos um pouco na sociedade em que vivemos, nos diferentes tipos de brinquedos que presenteamos noss@s filh@s e sobrinh@s, poderemos perceber como os brinquedos são importantes para a construção do pensamento dos futuros adultos e influenciam nas escolhas da vida.

Geralmente, vemos meninos brincando com carros, jogos de construção e bonecos que estimulam a agressividade, em brincadeiras que incitam a competitividade, que passam uma noção de aventura e força. Enquanto as meninas brincam de boneca e casinha, para acostumarem-se com as exigências da sociedade, de que mulher tem que ser mãe e dona de casa. Meninos soltam pipas nas ruas pensando em pilotar aviões, meninas ficam em casa com suas bonecas que pilotam pequenos fogões preparando o jantar de seu príncipe encantado.

Pela forma como são criad@s, estamos preparando jovens mulheres para realização de trabalhos domésticos, mulheres dependentes de seus maridos (não que elas tenham mais que um), enquanto estes irão manter a ordem financeira do lar e muito provavelmente desejarão que suas esposas cumpram com o papel de  donas de casa. E não adianta de nada que culpemos a eles, visto que tudo é resultado de um processo que é reproduzido. Como podemos desejar que as mulheres sejam respeitadas e tenham direitos iguais se continuamos expondo-as como sexo fragil, como aquelas criaturas puras que necessitam de proteção? A mulher precisa ser protegida tanto quanto o homem, somos todos humanos, as fragilidades são as mesmas. Sou forte o suficiente para parir, para ter cólicas menstruais, para sangrar entre 3 e 5 dias por mês e continuar linda.

O que eu preciso realmente é que paremos de vestir nossas meninas com rosa e os meninos de azul, que paremos de categorizar as coisas como “de meninos” ou “de meninas”… porque somente assim, quando quebrarmos essas caixinhas em que somos colocados, poderemos viver em patamar de igualdade, independente de cor, orientação sexual ou sexo.

AS CARACTERÍSTICAS PODEM SER DIFERENTES, MAS OS DIREITOS DEVEM SER IGUAIS.

Ellen Souza