Ser mulher é degradante pra muita gente.

Quer ver?

O cara que é gay e ‘afeminado’, é o quê? Bichinha, viadinho, mulhezinha.

A mulher que é lésbica e curte usar umas roupas mais frouxas, tal; é o quê? Sapatão, é vulgar.

Ainda é como se esses papéis tivessem que ser estáticos, não dinâmicos, como é o que somos. Dinâmicos.

Mas não perdemos o costume de rotular e tem mais: ou é isso, ou aquilo; mais de um não dá pra ser, não deve ser.

Meu Deus! Quanta besteira!

Se o cara está afim de usar roupa colorida, falar com voz fina, andar rebolando, é com ele. Ele não é menos homem! Isso de mulherzinha me incomoda.

É só mulher que pode ‘dar’ vocês sabem o quê?!

É só mulher que pode ser doce, delicada, meiga?!

E nós mulheres temos obrigação de sermos delicadas, fofinhas, meiguinhas? Tudo no mini, no comportado, no domesticado e dominado?

Eu sou mulher por várias questões e respostas que vão e são além da biológica.

Reparei que brincar chamando um homem mais atencioso, que lava louças, que lava roupas, que sabe cozinhar de viado, não é brincadeira por brincadeira. É perpetuar um preconceito, é continuar de forma sutil o machismo presente em nós.

Ele não é menos homem por fazer tarefas ditas femininas.

E nós não somos menos mulheres por usarmos calça, bermuda, camisa de botão…

Não duvido que haja papéis exclusivos para mulheres e para homens, mas acredito na possibilidade deles não serem os únicos definidores do que é ser um e outro.

Homens podem lavar roupas, mulheres podem entender de carros. Chega dessa conversa fiada que o mundo de um não deve se misturar com o do outro.

Eu não sou menos mulher por entender de fiação e nem por pedir que um homem troque a lâmpada.

Divisão de tarefas não implica um muro entre mundos e nem uma definição eterna do que cada um deve fazer. Menos ainda que um é inferior ao outro.

Eu tenho orgulho de ser mulher e de ser nordestina. E acho o máximo.

Mas não vou sair por aí falando “Deus que me livre de ser homem!”. Os dois lados têm vantagens e desvantagens.

E eu, sendo mulher uso esse blog pra falar de algumas desvantagens que fazem com que mulheres sejam mortas, violentadas, estupradas. E como agir contra esse tipo de atitude.

 

 

 

Anúncios